Entrevista de Fabio Silveira para o portal G1

Por Darlan Alvarenga e Marina Gazzoni, no G1 em 15/12/2016

 

Para o Fabio Silveira, sócio-diretor da consultoria Macro Sector, o efeito das medidas anunciadas serão limitados. “Tudo ajuda, mas o efeito será pequeno. São medidas secundárias para melhorar a liquidez das empresas”, diz.

Segundo ele, as empresas brasileiras passam por uma severa crise econômica e vêm perdendo receitas. “O que faria diferença mesmo para melhorar o nível de atividade seria a queda da taxa de juros, se possível, para menos de 12% ao ano. Isso iria reduzir o custo do crédito, fomentar investimentos e gerar uma atmosfera positiva para a economia”, afirmou.

 

Clique aqui para ver matéria na íntegra