Crise no setor de têxtil

Entrevista com Haroldo Silva, economista associado da MacroSector, por Fátima Fernandes para o Diário do Comércio em 01/02/2017

 

A crise levou as confecções a reduzir sua produção em 15,9% nos últimos dois anos, de acordo com levantamento conduzido pela consultoria MacroSector, com base em dados do IBGE. Trata-se da maior queda no ritmo de atividade da história do setor. Em dois anos, 1.643 confecções fecharam as portas no Estado de São Paulo, de acordo com o Sindivestuário.

“As fábricas que ainda operam enfrentam queda de até 20% na produção, a maior dos últimos 40 anos.”

Levantamento da MacroSector mostra que a crise levou a indústria de transformação a reduzir a produção em praticamente 18%, em média, nos últimos dois anos.

Em alguns setores, o tombo superou os 30%, como o de veículos, o de equipamentos para informática e o de produtos eletrônicos e óticos. Veja no quadro abaixo a redução da produção por setor. “Os setores que mais reduziram a produção são principalmente aqueles relacionados com investimentos. O cruel é que se o país reduz o investimento, ele rouba o crescimento presente e futuro”, diz Haroldo Silva, economista da MacroSector.

 

 

Veja entrevista completa clicando aqui